Vendas tímidas: Dias das Mães com poucos presentes

Empresários já previam que as vendas para este Dias das Mães seriam difíceis também neste ano. Apesar do tempo bom e o Calçadão da Avenida Brasil, em Cascavel bastante movimentado, as lojas estavam praticamente vazias na manhã de ontem. “São dois fatores que interferiram: o fato da data não ter coincidido como o quinto dia útil do mês e do tempo não estar frio para reforçar as vendas de inverno. Foi um ano muito diferente dos demais, devido à crise, e não teremos aumento nas vendas”, diz Eduardo Achkar, proprietário de uma loja de confecções.

Filhos que foram às compras pesquisaram bastante antes de escolher o presente e embora não tenham gastado muito, conseguiram encontrar algo para agradar as mães neste domingo.

“Aproveitei para levar uma blusa já que daqui a alguns dias vai começar a esfriar”, comenta Carine Souza Batista acompanhada do esposo, Leandro dos Santos Silva, que optou por levar o mesmo presente para a mãe.

Rosilei Machado também irá presentear a sogra com roupa. “Comprei uma blusa e agora tenho que decidir o que levar para a minha mãe”, diz ela na dúvida de qual presente escolheria.

A expectativa do Sindilojas (Sindicato dos Lojistas e do Comércio Varejista de Cascavel e Região) é de que neste ano os filhos economizem mais e de maneira geral o comércio deve ter apenas aumento de 3% em relação às vendas do ano passado.

 

 

 

 

Deixe uma resposta