Venda de peixes deverá dobrar na Quaresma

A procura por peixes nos supermercados, que já havia se intensificado na segunda-feira passada, foi ainda maior ontem no início da Quaresma.

Em respeito a esse período, grande parte dos cristãos evita o consumo de carne vermelha e então opta pelo preparo de outros alimentos, como frutos do mar.

Segundo o encarregado do açougue de um dos supermercados de Cascavel, Jackson Nascimento de Lima, as vendas que já são boas devem ficar ainda melhores daqui em diante. “Durante os 40 dias as vendas dobram em relação ao período normal”, comenta.

A tilápia está entre as preferências do consumidor. “A escolha se deve ao custo, facilidade de preparo e principalmente pelo sabor”, ressalta o encarregado do açougue.

Essa opção, em dia de promoções como ontem, tem o pacote de 500 gramas vendido por R$ 11,99. Outra variedade congelada é o Tambaqui, que ao consumidor tem o custo de R$ 12,98 o quilo.

O tradicional bacalhau é comercializado em maior quantidade às vésperas da Sexta-feira Santa, até por conta do preço salgado que pode chegar a R$ 89,90 o quilo. O valor mais acessível fica por parte dos enlatados e no supermercado, uma seção com diversas opções de sardinhas e atuns foi preparada especialmente para a Quaresma.

A cabeleireira Telma Secato aproveitou o período de férias para planejar o cardápio que seguirá na Quaresma. “Já trouxemos peixes da praia e depois disso, faremos mais compras”, diz ela ao lembrar que pelo menos duas vezes por semana opta por essa refeição no almoço.

Já na casa de Iracema Camargo o peixe foi a escolha do almoço de ontem, mas não deve retornar com frequência à mesa. “O valor está muito caro, então decidimos que vamos poupar carne, mas com outro tipo de alimento”, comenta a dona de casa.

Deixe uma resposta