Unidades de Saúde: Município analisa teste de sistema de gerenciamento de filas

Ter na palma da mão, a um clique, a possibilidade de saber o tempo que levará para ser atendido pelo médico na UPA sem precisar ficar horas na sala de espera ou poder agendar o dia e a hora da  consulta na UBS sem sair de casa de madrugada ou, ainda, que vagou a consulta horas ou dias antes do previsto, por exemplo. Essas são algumas das facilidades que o “Tuavez.com” pode oferecer ao serviço público de saúde. O aplicativo sugerido de forma inédita para a Prefeitura de Cascavel foi apresentado ontem ao prefeito Leonaldo Paranhos e ao secretário de Saúde, Rubens Griep, pelo matemático e mestre em sistemas Maiko Fernandes Buzzi, de Curitiba.

Maiko, que já desenvolveu sistemas para grandes empresas, como a Itaipu Binacional, por exemplo, conta que se dedicou nos últimos tempos ao desafio de buscar meios de se eliminar a tradicional e problemática fila na madrugada por uma consulta, da busca do encaixe pelas vagas remanescentes à tarde, o desconforto gerado aos pacientes que ficam horas aguardando a vez na sala de espera nas unidades de saúde e nas UPAs e, para o Município, a otimização das consultas, ganhando tempo na triagem e reduzindo custos e o número de pacientes que não comparecem às consultas eletivas. “A ideia é otimizar o sistema e fazer com que pelos menos 95% dos pacientes sejam atendidos dentro do tempo estimado, com uma margem de apenas 5% de quebra nesta organização”, detalhou.

O aplicativo foi bem avaliado pelo prefeito e pela equipe, “pois solucionar esses problemas é uma das nossas metas no nosso programa de humanização da saúde em Cascavel”. Contudo, o Município já trabalha com o sistema IPM de informatização de dados dos pacientes nas UPAs e unidades de saúde, que só precisa ser ainda mais otimizado, “o que não impede uma experiência piloto desta nova proposta”.

O “Tuavez.com” será agora avaliado juridicamente e proposto ao  Cisop (Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste do Paraná) como forma de eliminar o alto índice de ausências de pacientes em consultas eletivas, o que onera os municípios sem gerar o benefício da promoção da saúde. “Além de propor ao Cisop vamos fazer uma experiência com uma UBS inicialmente no Território Cidadão II, cuja implantação está marcada para o dia 26 de maio para conhecer a viabilidade na prática e a interação com a população”, anunciou o prefeito.

Deixe uma resposta