Segurança: Cascavel tem dez dos 30 melhores policiais do Estado

Reportagem: Tissiane Merlak

Foto: Vandré Dubiela

 

Um ranking feito pelo sistema Celepar (Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná), via intranet, com base nas atividades policiais, aponta que dos 30 melhores profissionais de segurança pública (que incluem a Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Ambiental Florestal), dez estão em Cascavel.

Para a confecção do ranking são analisadas a quantidade de drogas apreendidas, o número de veículos recuperados, as armas de fogo que são retiradas de circulação, objetos com origem desconhecida apreendidos, o número de pessoas detidas e a quantidade de ocorrências atendidas pelo policial.

Além desses pontos, o tempo médio de atendimento (desde o acionamento da polícia até a entrega do detido na cadeia) e o tempo de deslocamento até a chegada à delegacia.

Em Cascavel, o policial mais bem colocado é o vereador e militar Sebastião Madril da Silva. Conforme o relatório, Madril, que antes de assumir uma cadeira na Câmara de Vereadores atuava na chamada P2, o Serviço Reservado do 6º Batalhão, somente no ano passado atendeu 276 ocorrências. Ele conseguiu recuperar 15 veículos, apreender 32 armas, 84 objetos, deter 440 pessoas e apreender 171 quilos de drogas.

Na quarta colocação no Estado e na segunda em Cascavel está Marcos Roberto Capellesso, que atua no Pelotão de Choque. Conforme dados do Celepar, o policial retirou de circulação 59 quilos de drogas, 39 armas, recuperou oito veículos e outros 49 objetos. Ao longo do ano passado ele deteve 245 pessoas em 178 ocorrências atendidas.

Anderson Avelino Pelegrini, morto em um assalto em janeiro deste ano no Parque São Paulo e que em 2016 atuava no Pelotão de Choque, ficou com a sétima colocação no Paraná e a terceira em Cascavel referente aos atendimentos do ano passado. Durante os dias de trabalho, o policial deteve 218 pessoas, recuperou sete veículos, apreendeu 50 quilos de drogas e 40 armas, 49 objetos apreendidos em 165 ocorrências atendidas.

Na nona colocação no Paraná e a quarta de Cascavel está Milton Junio dos Santos Almeida, também do Choque.

Segundo dados do Celepar, Milton apreendeu 57 quilos de maconha e 26 armas, recuperou três veículos e outros 39 objetos, além de deter 240 pessoas em 161 ocorrências.

Mais nomes

Outro policial do Choque, Rafael Ribeiro Alves, está na 11ª colocação estadual. Alves apreendeu 69 quilos de drogas e 13 armas. Além disso, 14 veículos e 38 objetos foram apreendidos. Ao todo foram 149 ocorrências atendidas que resultaram na detenção de 197 pessoas.

Fabiano Acosta Betim está na 13ª colocação estadual e também faz parte da equipe do Choque. No ano passado ele apreendeu dez armas, 43 quilos de drogas, recuperou nove veículos, deteve 181 pessoas, além de 29 objetos apreendidos em 148 ocorrências.

Na 15ª colocação está Dirceu Eichstedt, que em 2016 deteve 199 pessoas em 147 ocorrências, apreendeu 60 quilos de maconha, 41 armas e 57 objetos. Foram ainda 14 veículos recuperados.

Da RPA (Radiopatrulha), Brian Vacari está na 22ª colocação no ranking de 20116. Ele apreendeu 35 quilos de drogas, 12 armas e outros 38 objetos. O policial recuperou ainda 20 veículos. Foram 149 pessoas detidas em 124 ocorrências.

A 25ª e a 29ª colocação ficaram com outros dois policiais do Pelotão de Choque: Jean Roberto Capistrano Ferreira e Maicon Miguel da Silva, respectivamente. Capistrano apreendeu 28 armas, 45 quilos de drogas, recuperou seis veículos, aprendeu 36 objetos e deteve 185 pessoas em 123 ocorrências.

Já Maicon, em 116 ocorrências, apreendeu 48 quilos de drogas, 29 armas e 43 objetos. Foram ainda dez veículos recuperados, resultando na detenção de 198 pessoas.

Homenagem

 

Para incentivar os demais policiais e congratular os que se destacaram, o vereador Madril deve protolocar na próxima semana um requerimento solicitando uma homenagem aos colegas de farda. Segundo ele, o objetivo é mostrar para a sociedade o trabalho que vem sendo desenvolvido em Cascavel. “Não falo em causa própria, mesmo porque há vários anos sou o primeiro da lista, mas sim pelos demais colegas que estão no dia a dia atuando no combate à criminalidade”.

De acordo com Madril, ainda não há uma data para a entrega dos diplomas aos profissionais. “Além de homenagear, queremos fazer com que essa lista, que hoje constam dez policiais de Cascavel, cresça e que as forças policiais se destaquem como as mais atuantes do Estado”.

 

Deixe uma resposta