Salários consomem quase R$ 1 milhão por mês na Câmara

Reportagem: Juliet Manfrin

Foto: Vandré DUbiela

Com 77 servidores ativos, a Câmara Municipal de Vereadores de Cascavel fechou a folha de pagamento do mês passado – março – em R$ 984.15046. Em média, cada servidor teria um rendimento bruto de quase R$ 12,8 mil, mas a folha tem proventos que variam de R$ 927 a mais de R$ 15 mil.

Considerando as exonerações e demais despesas, o gasto bruto no mês passado chegou a R$ 1.018.655,20.

Quanto ao valor total, ele corresponde a pagamento de salários dos servidores e os subsídios dos 21 vereadores. A folha líquida, onde já estão deduzidos os impostos e contabilizados os demais descontos, ficou em R$ R$ 823.525,36.

No total, a Casa de Leis possui, segundo o Portal da Transparência do próprio Legislativo, 89 servidores comissionados. No mês passado cinco apareciam como exonerados.

Vale lembrar que mais da metade do que foi gasto com a cobertura da folha – R$ 530 mil – foi destinada aos 21 vereadores e seus assessores (três para cada parlamentar).

Salários

Entre os maiores salários estão os subsídios pagos ao presidente da Casa, vereador Gugu Bueno com R$ 15,2 mil mensais. Há pelo menos um servidor com proventos superiores ao do presidente do Legislativo, o encarregado do Departamento Pessoal lotado no setor de redação final com ganho mensal de quase R$ 15,5 mil.

Há ainda salários como o do diretor administrativo (quase R$ 12,2 mil), controlador interno (mais de R$ 11,7 mil), assessor legislativo (mais de R$ 12,7 mil), almoxarife (mais de R$ 13 mil). O procurador geral e o diretor legislativo recebem todos os meses quase R$ 12,2 mil cada.

Há ainda chefes de gabinetes que custam aos cofres públicos R$ 8.157,24, os gerentes recebem outros R$ 7 mil cada e a assessoria jurídica (mais de R$ 8 mil por mês).

Vereadores e assessores

Cada vereador recebe por mês R$ 11.303,50 brutos. Cada um deles tem direito a dois assessores parlamentares (salários de R$ 4.115,36 cada) e um assessor de gabinete com proventos de R$ 5.692,73 mensais. Considerando apenas os assessores e o subsídio pago a cada vereador, foram mais de R$ 530 mil no mês passado, média de quase R$ 25,4 mil para pagamento de salários em cada gabinete.

Renda média do cascavelense

Com base nos últimos dados divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego, mais de 60% da população economicamente ativa em Cascavel naquele ano, em torno de 64 mil pessoas de um total de 102,5 mil com carteira assinada, tinham rendimentos de um até quatro salários mínimos. Isso significa que, em média, a renda bruta mensal hoje do cascavelense, considerando o salário mínimo de R$ 937, é de R$ 2,8 mil.

 

Deixe uma resposta