Laudo aponta que vazamento aconteceu no apartamento de jovem

A Polícia Civil de Cascavel divulgou nesta segunda-feira (17) o resultado do laudo da perícia feita em um prédio na Avenida da FAG, ocorrido no dia 11 de março. Conforme o laudo o incêndio foi provocado no momento em que o interruptor de luz, ligado no apartamento 106 em que morava a jovem Maria Luísa Kamei.

De acordo com o documento, o vazamento de gás foi propagado a partir do fogão do apartamento da jovem, que teve 80% do corpo queimado na explosão.

Maria continua internada em estado grave na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Evangélico, em Curitiba. Ela respira com ajuda de aparelhos e o estado de saúde é considerado delicado.

No prédio, as paredes do apartamento já estão sendo reconstruídas, mas não há nenhum morador, uma vez que o local está interditado.

Deixe uma resposta