Isenção em concursos a doadores de medula óssea pode virar lei em Cascavel

Doadores de medula óssea poderão ter direito a isenção a taxa de inscrição de concursos públicos em Cascavel. Está tramitando na Câmara de Vereadores o Projeto de Lei 39/2017, de autoria do vereador Roberto Parra (PMDB) que prevê este benefício.

A proposta altera a Lei 5.598/2010 e estabelece que a isenção vale para os doadores cadastrados no Hemocentro de Cascavel, a exemplo do que já acontece com quem é doador de sangue.

“A intenção é incentivar que a cidade de cascavel seja exemplo no Brasil com o maior número de doadores possível.

Vou conversar com deputados para que essa proposta seja inserida no governo do estado e quem sabe em âmbito nacional, para que possamos ser referência como um país doador de medula”, explica o vereador.

Para ter o direito de não pagar a taxa de inscrição, o candidato deverá comprovar na Secretaria de Administração que tem cadastro no Hemocentro como doador com antecedência de pelo menos seis meses em relação a data da prova.

O objetivo do projeto é beneficiar quem já faz a doação e também incentivar que mais pessoas colaborem sendo doadoras de medula óssea.

Parra explica ainda que medida não afetará a arrecadação do Município. “A taxa de inscrição não é fonte de arrecadação e não significa praticamente nada no orçamento de Cascavel”.

O projeto vai passar pelas Comissões Permanentes. Parra acredita que em breve a proposta seja colocada em votação.

Deixe uma resposta