Governador prestigia festa dos 50 anos do Sindicato Rural

O governador Beto Richa confirmou presença à festividade do 50º aniversário de fundação do Sindicato Rural Patronal de Cascavel, que ocorrerá nesta sexta-feira (19), a partir das 19 horas, no Tuiuti Esporte Clube. Também estarão presentes o secretário de Estado da Agricultura, Norberto Ortigara, o prefeito Leonaldo Paranhos e outras autoridades e lideranças empresariais, políticas e religiosas.

Nesta solenidade, o Sindicato vai prestar homenagem à primeira diretoria, aos ex-presidentes e sócios-fundadores. Também será lançado o livro alusivo ao 50º aniversário, de 200 páginas, produzido pelos escritores Alceu Sperança e Regina Sperança.

Sindicato

A trajetória do Sindicato Rural Patronal de Cascavel teve início na década de 50, com a criação da então Associação Rural de Cascavel. Já o Sindicato foi oficialmente criado com a obtenção da carta sindical, emitida pelo Ministério do Trabalho em 18 de maio de 1967. Presidido pelo agropecuarista e engenheiro agrônomo Paulo Orso, o Sindicato reúne atualmente cerca de 1.200 associados.

Livro

De acordo com os autores, o livro do cinquentenário terá, além da história do Sindicato, alguns relatos interessantes sobre pessoas, terra, gado e agricultura. “À medida que a gente narra os acontecimentos, desde as origens do Paraná rural até as demandas levantadas historicamente pelo Sindicato, aparecem as trajetórias dos ex-dirigentes e atuais, o cenário histórico e o desenvolvimento tecnológico da agropecuária”, explica o escritor Alceu Sperança.

A vida do Sindicato se cruza com a história da região de Cascavel, do cooperativismo e da Sociedade Rural. É a história da agropecuária regional e das pessoas que lidaram com as atividades do campo e também se envolveram, por força das circunstâncias, com as lutas de suas épocas. Apesar da tensão em alguns momentos, Sperança garante que terão momentos divertidos, “como o enfermeiro que transformou mostarda em praga da soja e a “vingança” dos japoneses, acusados de preparar em plantações de hortelã uma bomba atômica para atirar nos EUA”.

A obra contará com envolvimentos do Sindicato em outras esferas. O primeiro prefeito de Cascavel, José Neves Formighieri, por exemplo, veio para Cascavel em 1946. Ele só queria criar gado em Colônia Centenário e ficar por lá, mas logo se viu empurrado para a liderança do movimento de criação do Município de Cascavel, que foi vitorioso. Quando quis voltar para a fazenda, foi chamado a concorrer à Prefeitura. Neves ganhou a eleição por um voto, derrotando Tarquínio Santos. Vinte dias depois, Tarquínio  criou a Sociedade Rural de Cascavel, precursora do Sindicato Rural. Tudo acontecia muito rapidamente.

Dirigentes falecidos e de grande importância para a história geral do Oeste são alguns dos principais destaques do livro dos 50 anos do Sindicato Rural de Cascavel.

Deixe uma resposta