Família cobra atendimento à mulher internada na UPA Brasília

Dorinha Vanderleia Antoniak Estevam, de 49 anos, está internada desde quinta-feira (04) na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Brasília com fortes dores abdominais e evacuando sangue. O quadro clínico, segundo seu filho Júnior Estevam, é grave e inspira cuidados.

O caso de Dorinha veio à tona depois que Júnior publicar em sua rede social a real situação de sua mãe. Conforme ele, “ninguém fala nada, não entregam exames, os médicos riem na sua frente e falam que não podem fazer nada”. Júnior ainda relata que nem no soro a mãe está.

“Há uma duas semanas minha mãe vem reclamando de dores no abdômen. Ontem [quinta], piorou e ela começou a evacuar com sangue. Levamos na UPA e o médico falou que ia fazer exame de sangue e até agora o tal resultado não ficou pronto e ninguém fala nada”, relata. A irmã de Júnior está acompanhando sua mãe, internada na enfermaria da UPA Brasília. Conforme ele, Dorinha não come desde a quinta-feira (4).

Conforme a gerente de divisão de atenção às urgências da Prefeitura de Cascavel, Sonia Sena, o quadro da paciente é estável e ainda não foi decidido se haverá o pedido de internação hospitalar. “Aparentemente, a paciente tem quadro de sangramento, mas não é grave. A princípio ela está estável. Foram feitos exames de sangue e será solicitado [exame] de imagem”, relata Sonia. O exame de imagem que vai identificar algum problema no intestino da paciente será feito apenas na segunda-feira (8), já que é necessário preparar o organismo. “Para que possa ser feito, é preciso um ou dois dias para o preparo. Neste tempo, ela está sendo medicada”, ressalta.

Sonia ainda conta que houve um “estresse” dentro da UPA envolvendo familiares de Dorinha e o médico que trabalhava no período da manhã. “A paciente teve um desconforto no momento em que o médico foi atender duas emergências que estavam chegando perto do horário do almoço. Com isso, Dorinha precisou esperar para terminar seu atendimento”, diz.

Reportagem: Marina Kessler

Deixe uma resposta