Escola de Governo: “Deixamos de gastar, para investir em saúde”, diz prefeito

“Estou feliz hoje, porque vejo que agora estamos com um planejamento adequado. Já sabemos o que vamos fazer até 2020 e estamos deixando de gastar para investir em saúde”, comemorou o prefeito Leonaldo Paranhos no fechamento da Escola de Governo ontem no Auditório da prefeitura, após uma minuciosa explanação do secretário de Saúde, Rubens Griep sobre os desafios já superados nesses cinco primeiros meses de governo, as obras retomadas e em fase de conclusão, as obras planejadas e os recursos previstos para a execução e a reorganização do sistema visando à efetivação da saúde, de fato, humanizada em Cascavel, “pois estamos tratando de um patrimônio das pessoas de forma organizada. Esta é uma Pasta que trata diretamente das expectativas e da saúde das pessoas e os números são alarmantes. Esta administração vai marcar a história na organização e no planejamento”, acrescentou o prefeito.

Durante quase duas horas o secretário demonstrou planilhas na reorganização do sistema. Uma das propostas é a gestão associada das UPAs (Unidades de Pronto-Atendimento), prevista no Estatuto do Consamu e que agora precisa ter o plano de trabalho aprovado. O rito consiste em passar pela validação no Conselho da Saúde, com a previsão orçamentária anual. “Nós ‘desenhamos’ um cronograma para que a entrada do Consamu nas UPAs se dará mês a mês, com alguma modalidade, e não de forma única e pontual. A gestão total está prevista para o mês de janeiro do próximo ano”, explicou o secretário, segundo o qual a falta de profissionais para completar as equipes é um dos desafios a ser superado, o que pode ser amenizado com o próximo concurso, cujas provas ocorrerão em julho.

Atendimentos

Somente em consultas médicas a Secretaria de Saúde já registrou um 2017 um total de 186.386 atendimentos, com um média de 46.596 consultas mensais, sendo mais de 66 mil nas UPAs, 90 mil nas unidades de saúde (atenção primária), 11 mil em unidades de atenção especializadas e mais de 18 mil por meio do Cisop; mais de dez mil visitas do Paid; mais de 200 exames laboratoriais, cerca de 65 mil procedimentos odontológicos e mais de 50 mil pacientes atendidos nas farmácias básicas.

Foto: Vandré Dubiela

Deixe uma resposta