Meneghel sai do júri direto para a prisão

Quase cinco anos após o registro do crime e com 30 horas de julgamento, o ruralista Alessandro Meneghel foi condenado pelo júri popular a uma sentença de 34 anos e seis meses de prisão. Meneghel era réu confesso da morte do policial federal Alexandre Drummond Barbosa, em abril de 2012, em frente a uma casa noturna no Centro de Cascavel.

A sentença foi proferida pelo juiz Thiago Flôres Carvalho já na madrugada de hoje em julgamento realizado na capital do Estado.

Meneghel começou a ser julgado pelo crime pela segunda vez no dia 21 deste mês, já que o julgamento de março do ano passado precisou ser adiado depois que o advogado de defesa abandonou o plenário.

Do tribunal do júri, Menghel saiu direto para a prisão. Vale lembrar que há mais de um ano Meneghel usava tornozeleira eletrônica e cumpria prisão domiciliar. Com a decisão do júri, ele perde o benefício. O advogado de defesa Cláudio Dalledone, disse que vai tentar anular o julgamento. Mais informações sobre em breve.

Deixe uma resposta