Centro da Juventude: 15 mil pessoas atendidas em cinco anos

Reportagem: Marina Kessler

Fotos: Lorena Manarin

O Centro da Juventude de Cascavel, no Bairro Interlagos em Cascavel, comemorou nesta semana seu quinto aniversário. Ao longo desta meia década, aproximadamente 15 mil pessoas acessaram o local ou participaram de eventos promovidos pelo Centro e parceiros.

O monitor Alex dos Santos faz parte dessa história e tem muito orgulho de hoje poder passar tudo que aprendeu enquanto aluno do CJ. “Cheguei aqui com 13 anos e lembro que era muito tímido, não conseguia falar, chegar perto das pessoas. Mas aqui eles [os monitores] me ‘destravaram’. Agora, consigo me apresentar, fazer o que antes não fazia. O Centro da Juventude mudou a minha vida”, relata o jovem, que atualmente ministra a oficina Orgulho Nerd, que trata sobre a inclusão digital.

Assim como Alex, outras centenas de adolescentes participam de atividades todos os dias. Conforme a coordenadora do Centro da Juventude, Rosângela Benedita Gouveia, somente no primeiro trimestre deste ano 380 jovens foram acompanhados nas oficinas de teatro, música, dança, idiomas, esporte, comunicação e cidadania, entre outras. Ao todo, são 40 oficinas disponíveis aos adolescentes, que tem como principal objetivo promover a cidadania aliada ao protagonismo juvenil.

Desde 2012, quando o espaço foi inaugurado pela Secretaria Municipal de Assistência Social junto com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, jovens entre 12 e 18 anos podem vivenciar um mundo totalmente diferente daquele que conhecem. “A comunidade é muito presente em nosso trabalho, há uma parceria com os pais dos alunos e também com os jovens do bairro. Nestes cinco anos muita coisa mudou, adolescentes que entraram aqui, frequentaram as oficinas e se identificaram com alguma delas, hoje viram protagonistas, conseguem cursar uma faculdade, arrumar um bom trabalho, e isso é muito gratificante”, diz Rosângela. “Hoje considero o Centro da Juventude um local onde o que há de melhor no ser humano é potencializado”, acrescenta a coordenadora.

COMEMORAÇÃO

Na tarde de quinta-feira (4), vários alunos e monitores participaram de uma festa em comemoração ao aniversário do Centro da Juventude. No local, houve música, dança, exposições, além de pizza, bolo e muita diversão.

 

Responsabilidades

Ao formar cidadãos cada vez mais preparados para enfrentar os desafios do dia a dia, um dos principais reflexos é a responsabilidade adquirida por cada aluno. Segundo o monitor Alex Santos, as oficinas são fundamentais neste processo. “Os alunos têm muito respeito pelos monitores, pois temos algo a entregar a eles, que é o que conhecimento. Já como monitor percebo uma grande diferença, a de que agora temos mais responsabilidade, o trabalho ficou mais sério, não há espaço para brincadeiras, e sim, essa troca [de conhecimento]”, afirma.

 

Deixe uma resposta