Caso Tatiele: Equipes fazem oitivas amanhã em Cascavel

Equipes do Sicride (Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas) já estão em Cascavel para continuar as diligências sobre o desaparecimento de Tatiele Terra Felipe, de 11 anos.

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil em Cascavel, nesta terça-feira começam as oitivas com todas as pessoas que podem ter ligação com o sumiço da menina, ocorrido em dezembro do ano passado.

Na quarta-feira, a delegada do Sicride, Iara Laurek Dechiche, virá à cidade para repassar mais informações sobre o caso. Conforme já noticiado pelo Hoje, a equipe é formada por psicóloga, artista forense, escrivã, cães de busca e drones. Esta é a terceira vez que as equipes do Sicride vem a Cascavel para tentar descobrir o paradeiro da menina.

Segundo o boletim de ocorrência registrado pela avó da menina, Tatiele chegou em casa, depois de ter ido até a panificadora, dizendo que iria emprestar uma cortadeira a pedido de uma amiga. Como ela demorou, a avó foi atrás de Tatiele e não a encontrou. “Ela perguntou para a amiga sobre o pedido e a criança disse que não pediu nada a Tatiele. A menina mentiu e acreditamos que ela foi induzida a inventar essa história para sair de casa”, disse a delegada.

Deixe uma resposta