Balada Segura: Operações já flagraram 49 motoristas alcoolizados em 2017

Todos os dias, em todo o Brasil, pelo menos uma pessoa alcoolizada se envolve em algum tipo de acidente. Alguns deles apenas danos materiais, mas em outros, vidas acabam se perdendo pela imprudência dos condutores que, ao beber, colocam em risco inclusive pessoas que sequer conhecem.

E é pensando nisso que a Polícia Militar, em parceria com a Cettrans (Companhia de Engenharia de Transporte e Trânsito), tem realizado constantemente uma série de operações em Cascavel, são as chamadas “Baladas Seguras”, que têm como foco principal identificar motoristas alcoolizados ou ainda com algum tipo de ilícitos.

Este ano, de acordo com relatório da Polícia Militar, foram quatro operações desenvolvidas em vários pontos da cidade e, em quatro dias, 49 pessoas foram presas em flagrante por dirigir sob o efeito de álcool. Cabe ressaltar que esses condutores não beberam “uma cerveja apenas”. Eles estavam com mais de 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido. Além da detenção, que pode variar de seis meses a três anos de prisão, o motorista recebe multa gravíssima de R$ 2.934,70 (dez vezes o valor de uma multa gravíssima), além de ter a suspensão do direito de dirigir por até 12 meses. Somado a isso, o condutor precisará cumprir o curso de reciclagem para reaver a reabilitação. Como medida administrativa é feito o recolhimento da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e retenção do veículo.

Outro ponto a ser destacado é que, mesmo que o motorista não faça o teste de bafômetro, a prisão em flagrante poderá ocorrer, caso o agente de trânsito ou policial constatar algum indício de embriaguez. Na sequência, o motorista será autuado, multado e terá suspenso o direito de dirigir, da mesma forma como ocorre quando flagrado pelo bafômetro.

Somados a estes 49 motoristas detidos, outros 77 foram autuados também por dirigir sob o efeito de álcool. A diferença é que, durante o teste de bafômetro, a medição ficou entre 0,05 a 0,33 miligramas de álcool por litro de ar expelido.

 

Orientar e não punir

De acordo com o tenente da Polícia Militar, Roberto Tavares, a intenção não é punir, e sim orientar a população e evitar que motoristas alcoolizados causem algum tipo de acidente. “As operações são rotineiras e feitas em pontos estratégicos da cidade, sempre em locais de bastante movimento, próximo a casas noturnas, para que consigamos flagrar esses condutores dirigindo alcoolizado”.

Conforme Tavares, a multa só é aplicada quando alguma irregularidade é encontrada. “Se o motorista estiver de acordo com o que preconiza o Código de Trânsito, de não dirigir sob o efeito de álcool, com todos os itens de segurança, sem nenhuma pendência, ele não será autuado. Geralmente quem reclama dessas operações são aquelas pessoas que estão irregulares, que não cumprem o que é determinado pela Lei”.

Segundo o tenente, ao todo foram quatro operações, sendo duas em fevereiro e outras duas em março. “Em quatro dias foram mais de 900 pessoas abordadas e quase 600 veículos, entre carros, motos e caminhões vistoriados. Mas o que mais nos impressiona é a quantidade de motoristas em desacordo com a lei. Foram 239 pessoas autuadas por algum tipo de irregularidade, média de 60 por dia”.

Ele enfatiza que a tendência é que esses números diminuam com o aumento da fiscalização. “É preciso que o condutor, seja de qualquer tipo de veículo, se conscientize de que dirigindo, por exemplo, sob o efeito de álcool, não está causando problemas só para ele, mas colocando em risco a vida de outras pessoas”.

Veículos

Além da grande quantidade de pessoas autuadas por algum tipo de irregularidade ou presas por dirigir bêbadas pelas ruas de Cascavel, as operações realizadas nas principais vias da cidade resultaram na apreensão de 69 veículos.

Na primeira operação, desenvolvida no dia 26 de fevereiro, foram 18 automóveis e três motocicletas, mesma quantidade da segunda “Balada Segura” feita dois dias depois.

Em março, na operação desenvolvida no dia 18, foram 15 veículos apreendidos, sendo 14 carros e uma motocicleta. Já no dia 25 outros 12 veículos, dentre eles um caminhão, precisaram ser guinchados para o pátio da Cettrans.

Ainda no dia 18 de março, conforme a PM, uma porção de maconha e outra de cocaína também foram apreendidas nas ruas da cidade. Um homem também foi encaminhado para a 15ª SDP (Subdivisão Policial) por permitir que o motorista conduzisse o veículo sob o efeito de álcool.

EM NÚMEROS

26/02

279 pessoas abordadas

158 veículos abordados (124 automóveis e 32 motocicletas)

21 veículos apreendidos (18 automóveis e 3 motocicletas)

69 notificações (23 por embriaguez)

15 pessoas presas por embriaguez

1 preso por desacato

28/02

252 pessoas abordadas

157 veículos abordados (139 automóveis e 18 motocicletas)

21 veículos apreendidos (18 automóveis e 3 motocicletas)

70 notificações (27 por embriaguez)

15 pessoas presas por embriaguez

1 por desacato

1 por desacato embriaguez e desobediência

18/03

203 pessoas abordadas

125 veículos abordados (108 automóveis e 17 motocicletas)

15 veículos apreendidos (14 automóveis e 1 motocicleta)

41 notificações (17 por embriaguez)

13 pessoas presas por embriaguez

25/03

175 pessoas abordadas

132 veículos abordados (118 automóveis e 14 motocicletas)

12 veículos apreendidos (8 automóveis, 3 motocicletas e 1 caminhão)

59 notificações (10 por embriaguez)

5 presos embriaguez

 

Reportagem: Tissiane Merlak

Foto: Fábio Donegá

 

Deixe uma resposta