Alessandro Meneghel começa a ser julgado hoje

Está marcado para começar às 9h de hoje, no Tribunal do Júri em Curitiba, o julgamento do ruralista Alessandro Meneghel. Ele é réu confesso da morte do policial federal, Alexandre Drummond Barbosa, em abril de 2012, em frente a uma casa noturna em Cascavel.

A previsão, de acordo com o Tribunal, é que a sentença seja proferida até a noite de quarta-feira. Hoje, conforme a assessoria do Tribunal deve ocorrer a escolha dos sete jurados, leitura do processo e as testemunhas, tanto de defesa quanto de acusação, devem começar a ser ouvidas. Depois disso, será a vez de Meneghel dar sua versão sobre o crime. O advogado Cláudio Dalledone é quem dará sequência ao julgamento, com a parte da defesa e posteriormente o representante do Ministério Público fará a acusação. Cada parte terá uma hora e meia para falar, seguida de uma hora para cada, como réplica e tréplica. Somente depois disso os jurados responderão a perguntas objetivas, individualmente, sobre a condenação ou absolvição de Meneghel. Aí sim o juiz deve proferir a sentença. Se condenado, o ruralista poderá ficar preso de 12 a 30 anos.

Este é o segundo julgamento para este mesmo crime que Meneghel é submetido. Em março do ano passado, após pedido de desaforamento por parte do Ministério Público, para Curitiba, Dalledone abandonou o júri quase no fim do julgamento.

A alegação do advogado é que a acusação apresentou uma lista com todas as passagens criminais do ruralista. Dalledone disse que o documento não constava no processo e que foi usado para “impressionar e influenciar” os jurados.

Meneghel está preso desde a madrugada posterior ao crime. Ele ficou detido na PEC (Penitenciária Estadual de Cascavel) até julho de 2015, quando ganhou o benefício do uso da tornozeleira eletrônica. No pedido a defesa disse que ele precisava cuidar da mãe, que tem problemas de saúde. Em dezembro do ano passado, a Justiça concedeu a ele o direito de ter duas residências, uma com a mãe no Bairro Country, em Cascavel, e outra em sua fazenda, em Toledo.

Deixe uma resposta