Alerta:Cascavel registra primeiro caso de H1N1 do ano no Paraná

Com base no boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde, o único caso de Influenza A H1N1 no Paraná em 2017 foi registrado na cidade de Cascavel.

O relatório aponta ainda que não há mortes provocadas pela doença neste ano.

Segundo a 10ª Regional de Saúde, o diagnóstico comprovado no município corresponde a um rapaz de 24 anos que já foi medicado e está bem.

As atenções agora estão voltadas para um homem de 50 anos que está em trânsito na cidade, vindo de São Miguel do Oeste, Santa Catarina.

Ele permanece internado há cerca de uma semana no Hospital Universitário de Cascavel. Seu quadro inspira cuidados, pois ele apresenta uma síndrome respiratória aguda grave e seu caso é suspeito de H1N1. O resultado deste exame só deve chegar à cidade na primeira semana de abril.

Para resguardar o paciente, não foram informados mais detalhamentos sobre o estado de saúde atual.

Ainda de acordo com a 10ª Regional, o vírus presente antes mesmo da chegada do inverno pode indicar uma circulação mais intensa assim que o frio chegar, mas isso não é motivo para alardes ou preocupações extremas e vale lembrar que a vacinação inicia em pouco mais de duas semanas.

Além do caso confirmado e do suspeito, há outro na cidade, mas que ainda não aparece na estatística do Estado. Trata-se de um registro de H3N2, sem mais detalhamentos sobre o quadro de saúde.

O enfermeiro da 10ª Regional de Saúde Daniel Loss reforça que este monitoramento, a todos os tipos de Influenza, é constante e ocorre o ano todo. “Isso serve para sabermos exatamente onde o vírus está circulando, se pode se esperar surtos ou grande volume de casos. No ano passado, por exemplo, tivemos um óbito provocado pela Influenza ainda em janeiro em Cascavel”, reforça.

O que se espera, por exemplo, é uma circulação maior do vírus a partir de maio, quando o frio passa a ser mais intenso. Por outro lado, com os grupos de risco já imunizados o que se espera é uma agressividade e letalidade menores.

Vacinação

Em pouco mais de duas semanas, no dia 10 de abril, inicia em todo o Brasil a campanha nacional de vacinação contra a gripe.

Na 10ª Regional de Cascavel devem ser priorizadas as imunizações dos profissionais de saúde, atendendo a partir do dia 17 de abril a demanda dos demais grupos de risco.

Vale ressaltar que neste ano, além dos já conhecidos às imunizações, o Ministério da Saúde abriu o processo para vacinação gratuita de professores. Segundo Daniela Loss, estas especificações devem ser detalhadas nos próximos dias contendo, por exemplo, quais são as categorias de professores a serem vacinadas. Ainda não se sabe a quantidade de vacinas que será encaminhada à 10ª Regional da Saúde, mas uma prévia da população a ser imunizada, sem contemplar ainda nesta contagem os professores e profissionais do sistema prisional, tem como meta chegar em toda a 10ª Regional, em 25 municípios, 146.763 pessoas e somente em Cascavel 84.981. Mas vale lembrar que estes dados são apenas uma prévia e podem sofrer alterações.

Juliet Manfrin

Deixe uma resposta