Principal > Variedades

Páscoa
A tradição das casquinhas de ovos

Na Páscoa, principalmente as crianças, mas até mesmo os adultos, não resistem às delícias de chocolate e balas, inclusive as tradicionais casquinhas de ovos, recheadas com amendoim doce, mais conhecidos como cri cri.
E a tradição reza que as casquinhas sejam pintadas ou enfeitadas, muitas vezes em rituais que envolvem a família toda. Tinta, canetinhas, pincéis e até mesmo algodão e EVA são usados para dar nova cara às casquinhas.
Já o artesão José Marcelino Brobrovski, 60 anos, tem outra tática para enfeitá-las. Ao invés de pintar, Marcelino põe sobre as casquinhas rostos de coelho, pato, porco, urso e outros animais. O trabalho é feito com massa de biscuit e feltro, além de fita de cetim e renda. “Gosto sempre de inovar e, como todos fazem ovos pintados, quis diferenciar-me dos demais”, argumenta.
Durante o ano, o artesão guarda as casquinhas de ovos para produzir as mais variadas casquinhas quando chega próximo da Páscoa.
Antes suas casquinhas eram mais enfeitadas, mas, segundo ele, é mais trabalhoso e o custo sai mais alto. Desta forma, resolveu fazer com biscuit e cada uma custa R$ 1,50. Ele, assim como outros artesãos, estão comercializando as casquinhas na Feira do Pequeno Produtor, que também será realizada hoje, no estacionamento da Avenida Brasil, em frente à Slaviero.

LUGAR PROMETIDO
Faça um passeio pela Terra Santa

A Terra Santa é o nome do lugar prometido ao povo israelita no antigo testamento, que inclui Israel, Cisjordânia e partes da Jordânia. É o local em que teria se passado a maioria dos acontecimentos bíblicos.
Os roteiros turísticos costumam englobar somente as cidades israelitas de Jerusalém, Belem, Jericó, Nazaré, Galiléia, Haifa, Acre e Tel Aviv.
Jerusalém, capital de Israel e sede do governo, é a maior cidade do país. Locais históricos são cuidadosamente preservados na região. É uma cidade antiga e moderna ao mesmo tempo.
A santidade de Jerusalém é reconhecida pelas três grandes religiões monoteístas do mundo - o judaísmo, o cristianismo e o islã -, mas a natureza desta santidade difere nas três crenças.
Para o povo judeu, a própria cidade é santa. Escolhida por Deus em sua aliança com David, Jerusalém é a essência e o centro da existência e continuidade espiritual e nacional judaicas.
Para os cristãos, Jerusalém é uma cidade de lugares santos associados a eventos da vida e ministério de Jesus e ao início da igreja apostólica. A cidade é local de peregrinação, prece e devoção. As tradições que identificam alguns destes sítios datam dos primeiros séculos do cristianismo.
Na tradição muçulmana, o Monte do Templo é identificado como "o mais remoto santuário", de onde o profeta Maomé, acompanhado pelo Anjo Gabriel, fez a Jornada Noturna ao Trono de Deus.
Quando estiver na cidade, não deixe de conhecer os principais pontos turísticos: Monte Scopus, Monte das Oliveiras, Horte de Getsemani e Basílica da Agonia. O famoso Muro das Lamentações também fica em Jerusalém e durante seu caminho pode-se fazer uma parada no Museu do Holocausto.
Outro passeio imperdível para aqueles que visitam Jerusalém é o caminho pelas 14 estações da Via Dolorosa, o caminho que se acredita ter sido percorrido por Jesus carregando uma cruz.
Atualmente, Jerusalém é uma cidade movimentada e vibrante. É um centro cultural de renome internacional, que oferece festivais de cinema e artes dramáticas, concertos, museus singulares, grandes bibliotecas e convenções profissionais.
Quem quiser também pode aproveitar a ida até Jerusalém para conhecer Belém (“casa do pão” em hebraico e “casa da carne” em árabe), que está localizada a nove quilômetros da capital israelense em uma colina rochosa no limite do deserto da Judéia.
Os principais pontos de visita de Belém são: Basílica da natividade, Gruta da Natividade, Igreja de Santa Catarina de Alexandria, Gruta dos Santos Inocentes, Gruta de São José, Gruta São Jerônimo, Gruta do leite e o Campo dos Pastores.

Outras opções
Além dos lugares históricos e religiosos, Israel tem muito a oferecer aos turistas. Vastas extensões de praias limpas banhadas pelo sol, hotéis modernos, teatros e clubes noturnos, balneários, banhos termais e mercados compõem um compacto círculo geográfico.
Poucas horas de viagem separam as costas ensolaradas das montanhas nevadas e os bosques com paisagem desértica que transformam Israel em um verdadeiro oásis de atrações.
Os idiomas oficiais de Israel são o hebreu, a língua da bíblia, e o árabe. Também se fala francês, espanhol, alemão, yidish, russo, polaco e húngaro. As ruas recebem nomes em árabe, hebreu e inglês.

Dia de descanso
Em Israel, o Shabat (dia de descanso) é seguido com rigor principalmente na cidade de Jerusalém (capital). O Shabat inicia no pôr do sol da sexta-feira e segue até o pôr do sol do sábado.
Durante esse período o comércio fecha, nos hotéis sempre tem elevadores que ficarão no automático e irão parar em todos os andares que estão marcados com a palavra "Shabat", o ideal é utilizar os outros elevadores que não estarão marcados, e o restaurante funcionará em horários específicos.
Nesse caso, é aconselhado que os turistas obtenham mais informações com o guia local ou no próprio hotel em que ficarem hospedados.
Os bancos e estabelecimentos comerciais e muitos restaurantes, cinemas e clubes noturnos permanecem fechados durante esse período considerado como feriado. O transporte público pára, mas é possível tomar um táxi. O calendário hebreu se baseia no ano lunar, portanto, as festividades judaicas se iniciam todos os anos em datas diferentes.

Demais cidades
Haifa é uma cidade portuária de Israel, com cerca de 268 mil habitantes, sendo a terceira maior do país, depois de Tel Aviv e Jerusalém. Haifa é o centro mundial da congregação religiosa dos Baha'i.
A segunda cidade israelita é Tel Aviv ou Telavive, localizada na costa do Mediterrâneo. Tem cerca de 350 mil habitantes. Foi fundada em 1909 sendo unificada com a vizinha cidade de Jaffa em 1950.
Dada a qualidade das suas praias, clima aprazível e oferta de serviços turísticos, como os grandes complexos hoteleiros, a cidade é um local turístico por excelência. Tel Aviv é o centro econômico de Israel com a bolsa de valores e sede de muitas empresas. O bairro Hakirya (antiga colônia alemã Sarona) é a sede do ministério da defesa e do comando do exército israelense.
Jericó, localizada na Palestina, na margem oeste do Rio Jordão, é uma das cidades mais antigas do mundo.
A Galiléia é uma região do Norte de Israel situada entre o mar Mediterrâneo, o lago de Tiberíades e o vale de Jezreel. É um local de colinas, entre elas o Monte Tabor, local em que, segundo os Evangelhos bíblicos, teria ocorrido a transfiguração de Jesus Cristo.
Nazaré é uma cidade de Israel situada na Região Norte, nas montanhas da Galiléia. Conforme a tradição cristã, no local moravam Maria, José e Jesus. A cidade é um dos principais lugares de peregrinação em Israel. Lá se encontra a Basílica da Anunciação.
Na região da Galiléia, também se encontra a cidade israelita de Acre, situada ao norte da Baía de Haifa, na costa do Mediterrâneo, próximo do Monte Carmelo. A cidade já foi uma antiga fortaleza e já fez parte do reino de Jerusalém. (Redação Terra)
Serviço:
A maioria dos pacotes para a Terra Santa é de sete noites e varia de aproximadamente US$ 2 mil a US$ 3,2 mil.



 

 

Pauta
Envie sua sugestão de pauta, matéria ou release para o Jornal Hoje.
Edições Anteriores
disponíveis na íntegra para consulta.
Enquete

Você acredita que os radares vão ajudar a reduzir acidentes em Cascavel?

Sim
Não


Resultado Parcial

Copyright Jornal Hoje. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal Hoje.